Pipa: de pacotão-turista até relax total, é só escolher :)

20:32


Turista que é turista faz pose perto dessa placa!
Essa foi a terceira vez que fui para a Praia da Pipa, no Rio Grande do Norte, e confesso que nas três experiências tive vivências totalmente diferentes, para não dizer opostas! De passeio padrão-pega-turista até dias de romantismo e relax total. Para conhecer esse lugar a primeira coisa que precisamos ter em mente é: “eu tô precisando de que?”, pois se for de balada, conhecer gente, beber de um tudo e meter o louco, é o lugar perfeito! Se for pra se desconectar, ter hospedagem rústica e viver uma viagem romântica e calma em contato com a natureza, vai rolar também!

Lááá atrás é a Praia do Amor :)
Fui pra lá comemorar meus 30 anos e foi massa pois parte da viagem ganhei do meu namorado e a outra parte do meu pai, presentes inesquecíveis! 💙 Vou fazer um resumão do que mais curti de lá, a incluir hospedagem, passeios e o mais gostoso de tudo: c-o-m-i-d-a! ;) Simbora? Antes, um aviso: se você estiver em Natal (RN) há serviços de transfer que custam R$ 75,00 em média e te deixam em Pipa. Como moro em Campina Grande (PB), a opção foi pegar 3h de estrada (em média) até chegar lá. 

Praia de Ponta de Cabo Verde: refúgio para quem não curte a agitação da Praia do Centro

A primeira vez que fui pra lá, em 2013, me hospedei num lugar maravilhoso, o Hostel do céu, que fica bem no centro da cidade. Preço bom, quarto massinha, ambiente maravilhoso! Recomendo para quem vai viajar em grupo, tá? De casal é um pouco complicado pois não rola muita privacidade. Em relação à diversão, na época fui de pacote-pega-turista, aquela coisa clássica: passeio 4x4, muitas aventurinhas (balsa, barco, fazenda de camarão) e tal, mas tudo dentro do padrão. Tanto que ao retornar em 2018, passei na frente das agências de turismo e vi que os roteiros eram praticamente os mesmos e com preços semelhantes, em média R$ 75,00 por pessoa. Se é ruim? Nem de longe! Para a época e para o momento foi muito massa, é ótimo para dar uma animada na viagem! 

Na pousada Paraíso das Tartarugas, mais abaixo dou detalhes sobre ela :)
Da segunda vez que fui à Pipa, em 2015, fiz o passeio de barco para ver golfinhos, foi muito bonitinho e super tranquilo: é só ir na praia do Centro e não faltarão barqueiros oferecendo os pacotes, na época paguei algo em torno dos R$ 50,00. Outra opção mais aventureira são os passeios de quadriciclo, que duram em média duas horas e custam R$ 200,00 (ou R$ 180,00 se você negociar e pagar à vista). Também não é difícil de achar quem ofereça esses serviços, apenas cinco minutos de caminhada na rua principal de Pipa e não faltarão guias e vendedores te abordando insistentemente (coisa que inclusive chega a ser chata pra caramba). 

Em 2013: passeio 4x4, dura praticamente o dia inteiro e super movimenta a viagem!
Em 2015 também visitei o Mirante Sunset Bar: o lugar para quem quer tirar fotos maravilhosas pra deixar o feed do Instagram tinindo com um poético pôr do sol. A vista é muito bonita, o lugar tem uma energia boa, tem serviço de bar ok mas se encaixa bem naquele famigerado ponto turístico, o que faz com que o local perca um pouco do charme. Na alta estação a movimentação é intensa, conseguir um lugar pra bater retrato é luta e a entrada custa R$ 40,00 (preço praticado no carnaval de 2018) e fique atento: vira consumação, tá? Se você não souber disso a grana pode ficar na caixa das almas. Fui e não me arrependo, gostei bastante e confesso que deveria ter aproveitado mais o lugar ao invés de ficar fazendo pose-drink-na-mão, mas o spoiler tá dado: em dias de muita movimentação é um espaço para competir com turistão-quero-like, o que acaba roubando um pouco a magia do lugar. 

Em 2015: branquelíssima no Mirante Sunset fazendo a famigerada pose cafuçu
Agora simbora para a viagem de 2018! Lembrando que independente da época do ano, tem passeios que são a cara de Pipa, especialmente quando envolve tour gastronômico (o meu preferido, haha!) e aí algumas dicas básicas: sempre ande com dinheiro em espécie, vivo, cash, pois cansei de ouvir que “o melhor de Pipa é sempre no dinheiro”, e é mesmo! As barraquinhas à beira-mar da Praia do Amor são ótimos exemplos disso! As mais rústicas, lindas, longe do fuzuê turístico e com cardápios mais interessantes simplesmente não aceitam cartões de crédito. Portanto, aquela passadinha básica nos caixas eletrônicos é essencial! ;)

A parada para tirar foto aí é obrigatória, né não?
Falando em caixa eletrônico, não é problema encontrá-los por lá hoje em dia. Da primeira vez que eu fui lá e vi que não tinha sacado dinheiro comecei a chorar (real) pois era uma luta conseguir. Mas hoje tem o Vila da Pipa Shopping (inclusive, meninas, banheiro público é beeeeeem limpinho lá!), além de caixas 24h em praticamente todas as galerias! 

Na Vila Mangueira, comendo um strudel delicioso de chocolate 🍫
E se o assunto é galeria, a Vila Mangueira é a mais conhecida delas. De dia praticamente nada funciona, mas não falta gente fazendo pose nas escadarias de lá pois o visual é super lindinho! À noite é difícil encontrar um lugar vago, então cheguem cedo! Lá paramos no Manga Pimenta Bistro, um lugar super fofo, aconchegante e romântico! Os preços são bem parecidos com o que encontramos nos demais restaurantes de Pipa: a cerveja variando entre R$ 8,00 e R$ 15,00 e tomei uma pina colada por R$ 17,00. Muito bom!

Manga Pimenta bistro: só aceitam pagamento em dinheiro e tem drinks com preços bons!
Outro local bacana para tomar cerveja, petiscar e ficar sentado na varanda vendo a badalação da noite de Pipa é o Boobalai, que fica na rua principal (a Baía dos Golfinhos). Espetinho de camarão, saladas e drinks de todo tipo, recomendo super! E depois disso, antes de voltar para a pousada passamos na Aruman Crepes e Drinks, e por lá a dica é experimentar o crepe de chocolate com sorvete de creme (R$ 27,00). Simplesmente divino! 

Taco delicioso é no Guaca Mex y Co: vale a visita!
Se você quer comer massas fresquinhas e com um gostinho de céu, recomendo muito o Café e Padaria Central. Da primeira vez que fui em Pipa almocei uma massa lá deliciosa, mas dessa vez o que roubou o meu coração foi o strudel de chocolate… acabei trazendo três deles na bolsa pra ir comendo na viagem de volta! Pratos bem servidos e localização bacana é no Guaca Mex y Co, que apostou na culinária mexicana e tem porções bem generosas! Fui de taco com camarão e meu namorado comeu burrito de carne, os preços são em média R$ 39,00 por prato.
Restaurante 'A Selva': legal mas não excepcional, dá pra gastar o mesmo valor experimentando outros locais
Outro lugar que experimentamos foi A selva, restaurante que tem uma decoração bem exótica mas que oferece refeições bem conhecidas do nosso paladar, macarrão com legumes é um deles. Preços razoáveis, mas seguramente dá pra comer melhor em outros locais. E para encerrar o giro gastronômico, nada melhor que provar o sorvete de chocolate belga da Sorvete Real de 14, lugar que já foi citado pela Revista Veja como um dos principais pontos gastronômicos de Pipa. O título não é em vão e nem superestimado, o sorvete (duas bolas a R$ 10,00) é realmente delicioso.

Sorvete de chocolate belga: orgasmo gastronômico!
Vale lembrar que Pipa é um lugar que se você quiser gastar R$ 150,00 num prato é muito fácil como também fazer uma refeição de R$ 16,00 é possível (não faltam self-services com preços nessa faixa). De comida tailandesa até feijoada de madrugada, é só bater perna que você encontra. Tentamos achar um meio termo nos valores e conseguimos equilibrar as contas sem sair de lá devendo os rins e de quebra ainda compramos caixinhas de incenso e a cerveja artesanal de lá para presentear meu pai (que me ajudou no orçamento me dando parte da grana como presente de aniversário). Ponto para a nossa organização financeira, hahaha! 💰

DICA // PARAÍSO DAS TARTARUGAS, POUSADA RÚSTICA E APAIXONANTE

Nessa terceira visita, em 2018, fui na época do feriadão de Carnaval, o que tinha tudo para ser uma viagem barulhenta, em grupo e agitada... mas não foi. A intenção era ressignificar Pipa, pois tanto eu quanto o meu atual namorado já tínhamos lembranças de lá e a ideia era dar uma dimensão nossa, conhecer lugares que não tivemos oportunidade de ver, aproveitar a parte mais calma, rústica e pé na areia, ou seja, ser uma viagem romântica (e nem de longe tediosa), que parecesse com a gente. E a decisão começou já a partir da hospedagem!

Pousada Paraíso das Tartarugas: uma paz de lugar!
Desde a primeira vez que fui em Pipa eu paquerava com esse lugar: Pousada Paraíso das Tartarugas. Ela fica localizada entre a praia do Amor e a praia do Centro, o acesso só é possível pela praia, ou seja: zero badalação por perto! Recomendo não usar malas de rodinhas, as mochilas vão facilitar muito o trajeto até lá, que é feito em meio às pedras e muita areia. É preciso ficar atento também à maré, pois oscila muito! À noite, não tem jeito: se quiser curtir a night de Pipa é preciso levar uma lanterninha na bolsa pois encontrar o caminho até a pousada no escuro vai ser bem difícil.


Entrada da pousada, onde também funciona um bar aberto ao público
A pousada já foi tema de reportagem em revista de turismo, foi ponto de apoio durante as gravações da novela Flor do Caribe (Globo) e tem a seu favor uma localização que inibe a agitação vista em outras praias da região de Tibau do Sul. Na baixa estação as tarifas chegam a R$ 170,00 a diária (com café da manhã + wi-fi). No Carnaval os preços sobem um pouco, chegando a R$ 250,00 a diária.

Saudades dessa varandinha :)
A pousada não é pra quem quer luxo, o que não significa não ter conforto. Os quartos são bem rústicos, feitos em madeira e dentro só tem vaso e pia… isso mesmo, os chuveiros ficam na parte externa. Tem duas duchas com água quente e uma outra no “terreiro”da pousada. Não vi muito problema nisso, mas tem uma opção de quarto lá que tem banheiro completo. Por conta da localização, alguns hóspedes preferem não sair no período da noite e isso definitivamente não é um problema. O restaurante da pousada funciona até às 20h e os pratos de lá são maravilhosos, tanto para jantar como para petiscar, inclusive com preços bem mais em conta do que em muitos bares da área central de Pipa. 

O seu café da manhã será animadíssimo com essa galerinha!
O café da manhã é simples mas cumpre o papel: pão (francês e integral), sucos, frutas, queijo, bolo, ovo frito, tapioca e o principal… tudo isso com uma vista encantadora para o mar. Começar o dia assim, com pé na areia, comida gostosa, sol e vento assanhando os cabelos foi uma terapia maravilhosa! A única precaução é com os saguis que roubam as frutas do seu prato na cara dura, hahaha!

Barulho do mar, vento e uma massagem maravilhosa!
Já que o clima era de relax total, aproveitei que na pousada tinha um serviço de massagem e me joguei! Quem comanda isso é Laura, uma argentina que veio para Pipa a passeio, se apaixonou e adotou a praia como morada. Diariamente ela está na pousada oferecendo aulas de yoga e massagens, que custam entre R$ 90,00 e R$ 150,00. Foi uma hora de paz total, me concentrando apenas no barulho do mar, vento e na sensação deliciosa de músculos relaxando!

Tô fazendo caretinha mas juro que a água é quentinha!

#SERVIÇO
Onde ficar // Paraíso das Tartarugas
Preço médio // Diárias a partir de R$ 170,00 baixa estação e R$ 250,00 na alta estação
Estacionamento // A pousada não possui, é preciso deixar o carro em estacionamentos privativos, que cobram de R$ 15,00 a R$ 20,00 a diária.
Dica básica // levar dinheiro em espécie, isso facilita a negociação na hora de fechar passeios e aproveitar as melhores barracas à beira mar


Veja também

0 comentários